Salomão de Souza Freitas, de 32 anos, estava curtindo uma festa de aniversário, quando a morte lhe seduziu. Ainda não se sabe a motivação real dele ter deixado o aniversário para ir até a rua das Palmeiras, no São José, apenas que foi lá, que ele executado.

Segundo informações de conhecidos dele, Salomão era detetive particular, mas se apresentava como policial civil. Durante a festa, ele afirmou que iria ali ‘rapidinho’, mas ao sair, foi atacado e assassinado com 9 tiros.

A Polícia Civil foi até o local coletar informações que possam chegar até os assassinos.

O corpo foi levado ai Instituto Médico Legal (IML) para necropsia.