O lutador norte-americano Jon Jones usou as suas redes sociais na tarde de ontem, 29, para pedir demissão do Ultimate, em reação às provocações feitas pelo presidente do UFC, Dana White. Em coletiva de imprensa após o UFC 260, que teve a incrível vitória do camaronês Francis Ngannou sobre Stipe Miocic, o dirigente da companhia sugeriu que Jones descesse de categoria para enfrentar o novo campeão dos pesados.

 

A declaração irritou Jon Jones e a lenda pediu para ser demitido do Ultimate, aproveitando para atacar Dana em sua conta pessoal no Twitter. “Que tipo de merda é essa? Obviamente, o chefe me odeia. Me deixe fazer negócios em outro lugar”, escreveu Jon. Minutos depois, o lutador apagou a postagem.

 

Considerado por muitos como o melhor lutador de todos os tempos, Jones não luta desde fevereiro de 2020, quando defendeu seu antigo título pela última vez. Em agosto, o norte-americano oficializou seu desligamento da divisão e confirmou que estrearia nos pesados. Desde então, o atleta vem exibindo sua evolução física para enfrentar de igual para igual uma das divisões mais perigosas do esporte.