Um dias após ter o nome ligado á lavandeira que ganhou do Governo do Amazonas R$ 24,9 milhões nos últimos quatro anos, o ex-governador David Almeida, pré-candidato a prefeito de Manaus, postou em suas redes sociais nesta sábado uma mensagem afirmando que foi o governador do corte de gastos. “Quando assumi o Governo do Estado do Amazonas, fizemos um levantamento das contas públicas, e, foi por meio da repactuação de contratos que conseguimos, nas primeiras semanas, enxugar gastos desnecessários. Foram R$ 12 milhões só na Casa Militar, com aluguel de aeronaves, embarcações e veículos. Economizamos R$ 315 milhões, o que possibilitou redirecionarmos dinheiro para outros fins que beneficiaram, diretamente, a população”, escreveu.

De acordo com a CPI da Saúde, a Norte Serviços Médicos faturou mais de R$ 24 milhões nos últimos anos. Não importa quem passou pela cadeira de governador. Todos assinaram em baixo a competência da empresa, que ninguém sabe que é o verdadeiro dono e que superfaturou em mais de 600% os exames no interior do Amazonas. José Melo, David Almeida, Amazonino Mendes e Wilson Lima gostaram tanto do atendimento, que o empreendimento multi tarefas ainda está lá, firme e forte, “cuidando” do Amazonas.