O Conselho Tutelar de Manacapuru resgatou três crianças abandonadas pela própria mãe em um lixão localizado no KM 02 da Rodovia AM 352. Os pequenos, de 5 meses, 6 e 10 anos, foram encontrados em uma situação de extrema vulnerabilidade, miséria e sujeira.

De acordo com a conselheira Milca Ruíz, a equipe chegou até as crianças após denúncias. “Um situação muito triste de vulnerabilidade total, quando chegamos no local, nos deparamos com as três crianças sozinhas, e a menina de 06 anos, estava tentando acalentar o bebê de apenas 05 meses que estava aos prantos, a casa muito suja, com lixo e roupas espalhadas por todo canto, muito sujo, um cena de total abandono”. Ressaltou Milca Ruíz, conselheira tutelar.

Os irmãos foram resgatados e encaminhados para o abrigo do município, lá foi localizado o genitor das vítimas, inclusive as duas mais velhas foram entregues aos seus respectivos pais.

Testemunhas relataram que a mãe é usuária de drogas e faz uso de substância entorpecente com o bebê no colo, e que a criança acaba inalando o tóxico. “Nós ficamos preocupados porque segundo relatos dos moradores ela usava droga com a criança no colo, e a bebê consequentemente inalava também a droga, nós temos esse relato dos moradores registrado aqui no conselho tutelar” Destacou a conselheira

O pai do bebê foi contatado e alegou que vinha tentando cuidar do filho, mas a mãe o impedia.

Conselheiro Tutelar com criança de 5 meses

 

VIZINHOS INCENDIARAM CASEBRE

Segundo informações registradas na delegacia, horas após as crianças terem sido resgatadas, a mulher apareceu no local e começou a insultar e a querer brigar com os moradores, que revoltados atearam fogo no casebre com todos os pertences dentro.

“Essa foi uma grande preocupação, graças a Deus nós já havíamos resgatados as crianças, porque logo após a casa dela foi incendiada, nós registramos o caso na delegacia, inclusive o menino de 10 anos, já foi ouvido e nós também representamos o caso ao Ministério Público ao ponto de buscar que está genitora seja responsabilizada e tenha a tutela destituída uma vez que ela não tem condições para criar os filhos”, Finalizou.