A Prefeitura de Manaus obteve uma grande vitória, nesta quarta-feira, (20), ao fechar com o Ministério da Saúde um pacote de medidas que reforçará o sistema de atendimento básico oferecido pelo município, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). Entre as medidas acordadas, estão a doação de 25 novas ambulâncias e a contratação de 108 médicos para as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Manaus. O governo federal também irá dobrar o repasse do Sistema Único de Saúde (SUS) para a capital do Amazonas. A expectativa é que os médicos cheguem até o próximo dia 29 e as ambulâncias ao longo de fevereiro.

Durante a reunião, que contou com a presença do prefeito David Almeida, foi firmado um compromisso de cooperação entre o governo federal e a prefeitura, para que ocorram novas fiscalizações nas unidades de saúde do município, qualificando o atendimento oferecido à população.

O Ministério da Saúde se comprometeu em doar 25 novas ambulâncias para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e, nos próximos dias, 108 médicos serão contratados por meio do programa “Mais Médicos Pelo Brasil”, do governo federal, para reforçar as equipes de saúde do município no combate ao novo coronavírus.

Outro ponto discutido no encontro foi a liberação do recurso destinado ao Samu, bloqueado desde setembro do ano passado. Além de garantir o repasse a prefeitura, o governo federal anunciou que irá destinar, para Manaus, aproximadamente R$ 180 milhões referentes ao teto da atenção básica de saúde do SUS.

De acordo com o prefeito David Almeida, a reunião foi muito produtiva para a cidade, considerando que o município terá mais recursos para investir no seu sistema de saúde.

Desfalque

Conforme a subsecretária de planejamento e administração da Semsa, Aline Martins, o reforço de 108 médicos, garantido pelo governo federal, vem no momento certo, tendo em vista que atualmente a secretaria conta com 1.074 servidores afastados, por motivos de saúde. Ela explica que esse foi um dos motivos que levaram o Ministério da Saúde a aumentar o repasse do SUS à Prefeitura de Manaus.

Com o novo recurso garantido, a Semsa já planeja melhorar o pós-tratamento da Covid-19, com a instalação de salas de fisioterapia em cada unidade de referência do município.