Uma das coisas que mais fascina o ex-governador do Amazonas, em sua relação, quase amorosa com o povo do Amazonas – é quando se forma a cerca de jurubeba em torno de si e as pesquisas produzidas para seus orgasmos pré-eleitoral. O cara entra em compulsão e o canto do “Já ganhou!” – no dia-a-dia da cantoria nas suas mídias é a requintada capacidade do dito cujo de pensar que a vitória está garantida, certamente no primeiro turno. Com um item incluso importante: o adversário escolhido para um segundo turno, se houver, será o fulano. Sempre foi assim e assim sempre será.

As pesquisas do Negão escolheram David Almeida como rival do segundo turno.

Não é exatamente as pesquisas em si, em seu sentido genérico da falácia, isso seria demasiadamente vulgar. São os interessados em promover o pobre diabo à condição divina, do imbatível, indestrutível antes de apurar os votos cuja coerência sempre foi implodida no momento da contagem dos votos numa demonstração que desestabiliza a mais sólida e espiritualmente blindada relação pesquisas x resultados. Faz tempo que o Serafim deu-lhe um coro épico e na última, o Negão começou ganhando no primeiro turno, depois escolheu o adversário do segundo. Perdeu para o Wilson Lima e o desconhecido defensor público Carlos Almeida pra deixar de ser leso!

Serafim Corrêa deu uma lição em Amazonino nas urnas.

As pesquisas antes dos embates sempre lhes foram favoráveis, mas a derrota para o Sarafa, justamente na prefeitura, atendendo sugestão nefasta de sua assessoria, resolveu punir um desafeto – alguém que se refestelara em seu prato e cozinha, no sentido literal, amplo e irrestrito da vontade de comer – e que havia adotado o paradigma Judas de conduta. Pois bem, depois do pleito o cara sumiu e só veio boiar no enfrentamento com o Pará. Perdeu de novo e novamente lá vem ele com suas pesquisas de araque novamente. Haja Deus!

Amazonino também cantou vitória contra Wilson. Deu no que deu!

Traição virtual

Em dois tempos, todas as pesquisas de votos, especialmente as feitas por institutos locais começam propiciar generosas vantagens com direito a escolha do segundo candidato, amostragens de deslealdade estatísticas – cinco contra um – inspirados no desejo do próprio dito cujo, até então, imaginava pertencer só a ele. Uma história em que o marido leva chifre virtual até descobrir que o buraco em que se encontra.

Paulicéia desvairada

Mas a pesquisa mais recente, que pretende sem clemência nem um pingo sequer de dó, espalha-se em desabalada profusão afirmando sem tirar nem por num clima de celebração, um candidato a prefeito no segundo turno, com o adversário escolhido a ser batido com tranquilidade, o juiz, a bola, o campo, a torcida acertado nos encontros inesquecível na paulicéia desvairada e irresistível, entre o  Negão e o Hebreu. O martelo foi batido, e o Negão já seria o prefeito. Seria!!!!

Boi de piranha

Assim pode ficar mais clara a razão do lançamento ejaculatório precoce do nome do Dr. Deodato a vice como se em rio que tem piranha, o vaqueiro não escolhe o animal mais comprometido e o solta na frente para ser devorado pelas feras. O fato é que o Mazoca se encarregou não apenas de dizer como também de confirmar, limitando-se estrategicamente a deixar rolar a informação com a trilha sonora do Mau Menino, pois quem diz que vai voltar com Dudu, Buchada ou Omar de quem só vão se separar quando ele morrer.

Deodato é apontado como vice do Negão. Será?

“Não esqueces que és um mortal!” (box)

  • Na esteira das pesquisas pra enganar besta, onde o desejo é maior que as margens de erros, só vale a bufunfa gerenciada pra começar a mandar na prefeitura a partir de já.
  • A conversa tende a se repetir e a rasteira a se reprisar. As juras de amor do Mazoca com o Cadeira, o Buchada e o Ganso fariam o coração do povo pipocar na metamorfose do milho na panela do milhão.
  • Sem dizer nem desconversar, o Coronel Menezes entrou no avião da Gol como um militar em ação e foi a São Paulo discutir estratégias de pesquisas com o marqueteiro do João Dória.
  • Menezes e Daniel Braga traçam estratégias de campanha

  • David Almeida, escolhido para sparing do Negão no segundo turno, já disse que treino é treino, luta é luta e vai surpreender.
  • Zé Ricardo mandou abastecer a Kombi colocou a militância do PT e vai fazer um tour no Santa Etelvina.
  • Wilson Lima e Carlos Almeida agarrados com a imagem de Santo Expedito, fazem dieta de Baco, deus pagão romano.
  • Artur e do Elizabeth seguem hóspedes do 5 estrelas Sírio Libanês e o povo de Manaus com a lata d’água na cabeça pois já começou faltar o líquido precioso mais uma vez nessa semana.