A Prefeitura de Manaus irá promover uma queima de fogos simbólica na noite da virada desta quinta-feira, (31). Como já anunciada, as tradicionais festas de Réveillon 2021 da cidade, como no complexo turístico Ponta Negra, interditado desde 18 de setembro, em uma das medidas de prevenção à Covid-19, foram canceladas para evitar aglomeração e o contágio pelo novo coronavírus. “Vamos iluminar Manaus para virar o ano desejando muita paz e saúde”, disse o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto.

Com a festa cancelada, a prefeitura terá nove pontos de queima de fogos espalhados por todas as zonas da cidade, incluindo o Centro Histórico, bairros como o Lago Azul, Jorge Teixeira, Colônia Antônio Aleixo, Educandos, Cidade Nova, Zumbi, Crespo e Santo Agostinho. O show pirotécnico terá duração de cinco minutos em todos os locais e os endereços não serão divulgados, para evitar aglomeração nas ruas.

“Não é um ano de festas. É um ano de luto, de reconstrução, de curar nossas feridas. É um ano de aprendizados e de esperança. Ao contrário do que dizem, longe de ser um ano perdido, ganhamos muitos motivos para nos importarmos uns com os outros. Manaus merece um momento de reflexão com essa comemoração simbólica”, declarou Arthur Neto.

Festas tradicionais canceladas

A ideia de iluminar Manaus em vários pontos da cidade reforça a necessidade de as pessoas ficarem em casa. A coordenação é da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult).

Este ano, o prefeito cancelou grandes eventos, que seriam realizados pela prefeitura, como as comemorações do Aniversário da Cidade, do Boi Manaus e do Réveillon, devido a pandemia do novo coronavírus. “Antes da Covid-19, havia uma vontade de fazer um megaevento para o Réveillon e Aniversário da Cidade. Nós pensávamos no Roberto Carlos para o Aniversário da Cidade e no Bruno Mars para o Réveillon, estávamos bem ambiciosos. Mas, aí veio a pandemia e a gente viu que não, não é época”, afirmou Arthur.

O Réveillon já entrou para o calendário oficial de eventos turísticos da cidade de Manaus e, ao longo dos anos, vem atraindo cada vez mais participantes. As festas canceladas em virtude são de grande alcance. A estimativa era de 300 mil pessoas, nos quatro pontos onde é realizado o evento, o principal deles no complexo turístico Ponta Negra.