Francisco Antônio Lima da Silva, 29 anos foi preso em flagrante após matar por estrangulamento a esposa dele, se arrepender e levar o cadáver dela ao Samu, na esperança que os paramédicos ressuscitassem a mulher. Viviane Araújo de Sena, que tinha 34 anos, foi morta na casa do casal no Mauazinho.

De acordo com o Boletim de Ocorrência (BO), registrado no 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), na quinta-feira (18/02), Francisco acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) alegando que a vítima estava tendo um mal-estar por conta da covid-19.

De acordo com a polícia, Francisco levou o corpo de Viviane para lá em busca de socorro, no entanto já estava morta. Os paramédicos perceberam que a mulher tinha lesões pelo corpo, rosto e pescoço, o que levantou suspeitas.

Eles então perceberam que o marido da vítima também tinha arranhões. A equipe médica então acionou a polícia e ele foi preso em flagrante.

O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML) e o caso deve ser investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

O casal tinha três filhos menores de idade.