A médica Dieynne Saugo foi transferida de avião na noite dessa quinta-feira (3) do Complexo Hospitalar de Cuiabá (MT) para o Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo (SP). Dieynne estava internada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) desde domingo (31). Ela foi  picada por uma jararaca na Cachoeira Serra Azul, a 151 km de Cuiabá. O animal venenoso despencou com a queda d’água da cachoeira e atingiu a vítima. Dieynne foi picada duas vezes, no rosto e no pescoço, e seu caso é considerado grave.

Ela chegou ao Hospital Municipal de Cuiabá (HMC) vomitando sangue e com edemas. Após receber o soro antiofídico, ela foi encaminhada ao Complexo Hospitalar de Cuiabá. O local em que ocorreu o incidente fica a mais de 150 km do hospital. Foram cerca de 3 horas até chegar a unidade de saúde para a aplicação do soro.

Dieynne fazia um passeio em um dos pontos turísticos de Nobres quando ocorreu o incidente. A cobra despencou com a queda d’água da cachoeira e atingiu a médica que estava logo abaixo.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado e encontrou a família a caminho do hospital. Ela foi encaminhada ao Hospital Municipal de Cuiabá (HMC) para receber o soro e depois foi transferida para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular da capital, o Complexo Hospitalar de Cuiabá.