Nas suas postagens nas redes sociais, o pré-candidato Coronel Menezes – depois de meter o cacete (com palavras duras é bem verdade) no Negão e suas administrações passadas, deu uma estrambelhada forte no pré-candidato David Almeida. Quem assistiu até o final ficou com a impressão que o Menezão quer briga com os dois por causa das provocações nas pesquisas “encomendadas”. “Torço para que eles não caiam na CPI da Saúde da ALE e se livrem da Maus Caminhos e da Lava-Jato, pois terei a obrigação moral de pedir uma cassação eminente dos dois antes do pleito”.

 PONTE AÉREA 

“Tanto um, como o outro, tem sim envolvimento seríssimo na CPI da Saúde”, disse o coronel, quebrando a monotonia da Campanha. Menezão, assim procedendo, começa o confronto em desvantagem nas pesquisas e vai buscando forças em composição com dois pesos-pesados em Brasília: o presidente Jair Bolsonaro e seu vice, General Mourão. Tarefa planejada milimetricamente de se aglutinar com o poder central, quando a estrela do PR Jair Bolsonaro brilha mais do que lombo de pão doce, e que todos os outros pré-candidatos sonham ficar ao lado do Mito.

 ESTRATÉGIA 

Todo mundo sabe que a solução para os problemas da pré-campanha do Coronel Menezes depois que saiu do comando da Suframa, ao menos na hora do bem-bom, é não poder usar sua amizade familiar com o PR Jair. Na verdade, o que está em jogo são as decisões pessoais do presidente que, mesmo sendo amigo pessoal do coronel, se esquivava de assumir o seu real interesse: fazer do seu compadrio  prefeito de Manaus e, mais adiante, o governador do Amazonas. A bola de cristal do Maskate é mágica.

ÁGUAS PASSADAS?

Uma denúncia oferecida pelo MPE no passado de que os franceses, ao renegociarem o contrato de privatização da  Cosama e repassarem a empresa Águas do Amazonas para uma de suas subsidiárias – a Vega Ambiental – parece que vai chover no molhado em pleno verão manauara. Ou seja, o ex-governador Amazonino Mendes – que representava um Estado que entregou na virada do milênio seu patrimônio a uma das mais sórdidas negociatas envolvendo Cosama e a empresa Suez, Lyonnayse Dês Eaux, Águas do Amazonas – está sendo tratado por responsáveis, juntamente com o então prefeito na época, Alfredo Nascimento, em mais uma investida gaulesa nas costas do cidadão manauara.

TORNEIRAS DO HEBREU

E o que é pior. O negócio foi passando de mãos em mãos para apagar o rastro de sujeiras e da maracutaia engebrada pelo então vice-governador do Amazonas, Samuel Neves Hanan, que se perpetua até hoje com o péssimo serviço de águas e esgoto em nossa capital.  Não dão o menor sinal de remorso e recusa. Ambos, Amazonino e Alfredo, vão de novo nos fazer embarcar na mais antiga catraia, nociva e furada imposta pelo governo FHC, quando venderam o patrimônio,  a preço de banana baié, na década de 90, com a promessa de água pura de beber em todas as torneiras das zonas Leste, Norte, Sul, Oeste e até no Furo do Paracuba.

VAI SOBRAR PRO NEGÃO 

O bom senso diz o seguinte: em primeiro lugar definir quais são os interesses da população. Em seguida, elaborar uma avaliação rigorosa da atual frente de oposição que passa necessariamente por Eduardo, Omar, Alfredo Nascimento, Serafim, José Ricardo, Silas e cia.  A partir daí, apresentar um nome para compor a chapa com o Negão como uma alternativa viável de vitória, com planos e metas e fontes de recursos para executá-las.

 PRATA DA CASA 

A formação de uma parceira Nicolau com Bosco Saraiva tem a benção de Omar. Já com Alfredo Nascimento, o aval de Artur. Agora Eduardo Braga querer sua mulher na chapa com Amazonino Mendes, é prá matar o guarda. O cadeirudo pra se perpetuar do poder demonstra que a saúde do Negão é um indicativo cabal que abriria as portas para seu retorno ao governo em 2022, com dona Sandra prefeita de Manaus.

 NINGUÉM MERECE!!!!!! 

  • A matilha avança na mesma proporção do bateu-levou, do cascudo, da cachuleta, do telefone, da pernada e a sofisticada guerra de palavras difíceis travestida de “sou pré-candidato” que todo mundo se proclama.
  • Com Zé Ricardo, Lula fugindo do 13 e da bandeira vermelha como o diabo foge da cruz, o Menezão subindo pelas paredes e o Marcos Rotta à espera de um milagre, a campanha está começando.
  • Eduardo Braga já tem boas companhias pra sua próxima empreitada. Fazer sua mulher vice na chapa do Negão – protegendo-a de todos os ataques.
  • Artur Neto, se insistir na composição de Conceição com o Buchada vai sair derrotado e cai no vácuo do desprestígio, depois de uma administração impecável de nossa cidade.
  • Aliás, Neto só tem de bom a companhia de sua mulher, um Anjo Que Caiu do Céu e que as adversidades da vida os uniram.
  • Qual o macho que não defende sua fêmea? Qual a mãe que não defende um filho? Podem latir que a carruagem tá passando.