Em relatório divulgado no final de março deste ano, a Fundação Estadual do Índio (FEI), do Governo do Amazonas, apresentou um balanço das atividades realizadas pelo órgão em 2020 e classificou os resultados como positivos, mesmo com a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). De acordo com o diretor-presidente da FEI, Edivaldo Munduruku, a fundação conseguiu atender todas as demandas dos povos indígenas e deu continuidade aos projetos mesmo com as dificuldades impostas pelo cenário pandêmico.

“Em 2020 passamos por um período que modificou todo nosso calendário de atividades para o ano, e mesmo assim conseguimos nos adequar e atingir metas semelhantes às que havíamos programado. Para 2021, esperamos que todos os nossos objetivos venham a ser alcançados sem grandes dificuldades”, disse.

Segundo o balanço, foram 17 projetos realizados pela FEI, todos voltados para a comunidade indígena de todo o estado do Amazonas, que beneficiaram mais de 44 mil índios. Além disso, foram distribuídas mais de 550 toneladas de cestas básicas para as comunidades e doados kits de higiene pessoas e máscaras para conter o avanço da Covid-19 na população indígena.