Vice-presidente da República e presidente do Conselho da Amazônia, Hamilton Mourão não gostou das críticas do ator Leonardo DiCaprio sobre as queimadas da Amazônia. O general convidou o artista a dar um passeio em São Gabriel da Cachoeira. “Uma primeira coisa que tem que ficar clara: onde ocorre queimada na Amazônia é naquela área humanizada, a floresta não está queimando. Eu gostaria de convidar o nosso mais recente crítico, o nosso ator Leonardo DiCaprio, para ir comigo aqui a São Gabriel da Cachoeira e nós fazermos uma marcha de 8 horas pela selva, entre o aeroporto de São Gabriel e a estrada de Cucuí. E ele vai aprender, em cada socavão que ele tiver que passar, que a Amazônia não é uma planície e aí entenderá melhor como funcionam as coisas nesta imensa região”, disse o vice.

Desde o ano passado várias celebridades internacionais estão de olho na duvidosa política ambiental do Brasil. Recentemente o General foi emparedado por investidores internacionais, que ameaçaram tirar dinheiro do País se a questão ambiental não fosse priorizada. ““Existem 22 tipos de floresta diferente aqui dentro, não é uma floresta única. E muito menos é uma planície”, afirmou.