Há uma semana do primeiro turno, só temos uma certeza em Manaus: nada está decidido. Ainda que muitos candidatos cantem vitória igual à galinha quando bota ovo, nenhuma eleição se ganha de véspera. Primeiro porque o eleitor é sábio e o voto é secreto. Ou seja, ninguém tem o poder de descobrir ou arrancar do cidadão e da cidadã o nome do seu candidato favorito. Depois, que Manaus terá segundo turno, isso com toda certeza. Do alto de sua sabedoria, o eleitor quer deixar apenas dois “abençoados” para ver melhor as propostas, avaliar nomes e, no segundo turno, entregar a chave da cidade.

PESQUISAS 

Para que servem as pesquisas? Serve para quem contratou colocar num quadro, emoldurado, iludindo-se, ou não, de quem tem mais votos do que a realidade, e serve para quem é contratado encher os bolsos. Manipula-se números, inventam um parâmetro chamado “margem de erro”, e pronto. Depois o sujeito acha que todo mundo esquece. Manaus está cheia de histórias de candidatos eleitos nas pesquisas que botaram o rabo entre as pernas após a apuração dos votos.

TÁ ON?

A campanha de Amazonino Mendes jura que o veterano candidato está com as baterias ligadas e em preparação física para a corrida do segundo turno. Já que o primeiro turno foi de pouca atividade presencial, deve ter sobrado fôlego. Mas para quem vem de derrota diante do inexperiente paraense, caldo de galinha não faz mal a ninguém. Em qualquer idade. O Negão pode até estar ON, mas só não pode dormir no ponto, ou quando acordar, o bonde já passou.

 O CONFIANTE

David Almeida, o candidato que fez quatro anos de mandato em quatro meses, lança sua autoconfiança e dispara na banguela para ser um dos candidatos no segundo turno. Corredor por excelência, pedalou no começo da campanha mas vê seus adversários chegarem perto. Chegou a hora de lançar seu fôlego de atleta, dar o sprint final e cruzar a linha de chega a salvo.

DOUTOR, EU NÃO ME ENGANO

Impulsionado pelos cumprimentos gravados no hospital de campanha da Prefeitura de Manaus, Ricardo Nicolau usa a marchinha do corintiano. Doutor, eu não me engano, estarei no segundo turno. Enquanto briga pela paternidade da unidade de saúde mais premiada da pandemia, o deputado já conta os leitos, ou os votos, para estar na reta final.

KOMBI DO PT

Zé Ricardo briga com os adversários, com a fama que o PT tem de ladrão, e acelera sua Kombi para chegar ao segundo turno. Provando que tem muitos admiradores e respeito em Manaus, o candidato é forte nome a ser a zebra do jogo. Se o PT deixar, ele engata a quinta e passa por cima.

TIRO CURTO 

Alberto Neto sacou arma, recolheu lixo, fez foto com Jair Bolsonaro e foi o primeiro a prometer uma guarda municipal armada. Se os disparos foram certeiros só as urnas dirão. Campeão de engajamentos nas redes sociais o desafio do ex-policial é transformar o virtual em real.

 

O HOMEM DO BOLSONARO 

Coronel Menezes provou nesta eleição que, além de preparo técnico, tem preparo físico. Andou, andou e andou por todos os cantos de Manaus. De Brasília, Bolsonaro pediu e ainda pede votos para seu candidato de Manaus. Diante do que viu nas ruas e dos ensinamentos do presidente, tem certeza de que está no segundo turno. E se estiver, sabe que será a única novidade em meio à política repetitiva do Amazonas. Selva!

O HOMEM DO ARTHUR 

E para finalizar a disputa, porém não menos importante, Alfredo Nascimento, o escolhido de Arthur Neto. Militando ao lado de sua companheira de tantos anos, Conceição Sampaio, e separado de seu grande amor, Amazonino Mendes, o candidato sabe que seu nome é uma espécie de veredito popular do mandato de Arthur Neto. Se o povo aprovou, ele está no segundo turno. Caso contrário, nada feito. A sorte está lançada.

Ainda temos uma semana de campanha nas ruas.

Mas quem manda é o povo!