Um caso terrível está mexendo com a cidade de Nova Olinda do Norte, no interior do Amazonas, onde o Conselho Tutelar e a Polícia investigam a gravidez de uma menina de 12 anos, estuprada mais de 30 vezes. O primo dela, de 20 anos, é suspeito do crime.

delegado Claudionor Medeiros comanda as investigações e explicou que o primo morava com a menina e a mãe dela há um mês. Porém, a própria menina afirma que mantinha relações com o primo desde os 11 anos, e que fez sexo com ele “mais de 30 vezes”.  Esta semana ela passou mal e foi para o hospital.