A equipe de investigação da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) cumpriu na tarde desta sexta-feira (21/08), por volta das 14h, mandado de prisão preventiva em nome de David Batista Ferreira, 36, apontado como autor de estupro de vulnerável contra sua enteada, uma adolescente de 16 anos. O crime ocorreu em 2018, enquanto a vítima tinha 14 anos. A prisão foi realizada em via pública, na avenida Itaúba, bairro Jorge Teixeira, zona leste da capital.

De acordo com a delegada Joyce Coelho, David estava foragido da Justiça há quase três anos, desde que um Boletim de Ocorrência (BO) foi registrado contra ele na Especializada, em outubro de 2018, pela mãe da vítima, alegando o estupro de vulnerável do padrasto contra a enteada.

“Recebemos hoje (21/08), uma denúncia anônima informando que o David estaria no bairro Jorge Teixeira, e a partir dessa informação, nossa equipe se deslocou ao endereço e conseguiu prendê-lo”, explicou Joyce Coelho.

O mandado de prisão preventiva em nome de David foi expedido no dia seis de julho deste ano, pelo juiz Ian Andrezzo Dutra, da 1ª Vara Especializada em Crimes Contra a Dignidade Sexual de Crianças e Adolescentes.

Na Depca, o homem foi autuado por estupro de vulnerável e após os procedimentos cabíveis, ele será encaminhado para a Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde ficará à disposição da Justiça.