Os torcedores do Atlético Rio Negro Clube conheceram na noite de ontem, 23, o novo dono da sede do clube, localizada em frente à Praça da Saudade, no Centro de Manaus. Trata-se do empresário coreano Sung Un Song, dono da empresa Digitron, mantenedora da Fundação Mathias Machline.

Em coletiva na instituição de ensino que atua no Polo Industrial de Manaus, o comprador afirmou que a história de glórias do Barriga-Preta será preservada e que o clube receberá investimentos, visando ascensão tanto no cenário local quanto nacional. “A gente pode esperar novos investimentos para o Atlético Rio Negro Clube, uma mudança de postura, uma gestão mais profissional voltada para resultados. Novos sonhos e metas para conquistar o Estadual e também ir para o Brasileirão”, anunciou Sung, para o alívio dos adeptos do time rionegrino.

O prédio histórico do Rio Negro foi arrematado por Sung por R$ 3,6 milhões, resultado de dívidas trabalhistas que já somavam mais de R$ 2 milhões. O leilão foi determinado pelo Tribunal Regional do Trabalho.