No dia do primeiro aniversário de morte do artista amazonense Arlindo Júnior, que morreu em 2019 após enfrentar um longo período de tratamento contra o câncer, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, entregou à população nesta terça-feira (29) o parque de convivência Arlindo Júnior, o primeiro espaço público pronto para receber food trucks na cidade, localizado entre as avenidas Mário Ypiranga Monteiro e Constantino Nery, zona Centro-Sul.

O parque de convivência faz uma homenagem ao artista “Pop da Selva” e foi entregue totalmente requalificado e urbanizado à população. “É um espaço dedicado à família, à arte, à convivência e ao lazer. Ele iria gostar muito de ver os grafites. Ele era um homem das artes”, afirmou Arthur Neto.

Muito emocionado, o filho de Arlindo Júnior, Victor Lúcio Nascimento Silva, disse que o pai estaria muito feliz com o espaço que o homenageia. “Foi o primeiro Natal sem ele, mas eu tentei ficar firme, porque essa época era nossa, ficávamos juntos. Essa homenagem, com certeza, o deixaria muito feliz. Desejo que as famílias se reúnam e agradeçam aos pais e mães, porque eu faria tudo para ter ele junto de mim. Estou nessa inauguração linda e nossa família está emocionada”, declarou.

Estrutura planejada

O prefeito mencionou ainda que a obra já está colaborando pela segurança do local. “Já fui informado que estamos contribuindo para a segurança, uma vez que essa era uma rota de fuga para os criminosos e agora o local está urbanizado, iluminado, revitalizado, um lugar bonito, como era a alma do Arlindo”, ressaltou o prefeito, durante a breve solenidade de inauguração.

O parque de convivência Arlindo Júnior fica nas proximidades do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e recebeu tratamento, ganhando contornos de parque público, com plantio de árvores, paisagismo, iluminação pública e equipamentos como bancos e lixeiras, além de acessibilidade e sinalizações vertical e horizontal.

A ocupação ordenada do espaço será estimulada com vagas de estacionamento, que podem ser usadas por moradores e visitantes, e pela área de comércio criada para abrigar futuramente food trucks, dentro das normas sanitárias vigentes.