O cantor Zezinho Corrêa não resistiu às complicações da Covid-19 e acabou falecendo, depois de uma longa batalha contra a doença. O falecimento ocorreu neste sábado (06/02).
Zezinho foi um dos maiores ícones da música regional e nacional, levando as canções de compositores amazonenses para o mundo. Zezinho foi líder da Banda Carrapicho durante décadas e se projetou no cenário mundial com a música Tic Tic Tac , de composição do parintinense Braúlino Lima.
O amigo e assessor Fabrício Nunes, jornalista, lançou um livro com a história dele. Os amigos chegaram a lançar a música “Fica Comigo”, rogando pela saúde dele, depois que houve a piora. Na véspera, no boletim médico, a família foi informada que o estado do cantor era irreversível.
Zezinho deixa um legado imenso para a música e a cultura amazonense. Além de cantor, ele dedicou grande parte da sua vida no incentivo as atividades e projetos culturais.
“Em decorrência de complicações da covid-19 Deus quis levar para a morada eterna e hoje ele nos deixou. Agradecemos imensamente o carinho, todas as orações e todo amor que vínhamos recebendo dos fãs, familiares, amigos e admiradores dele. O céu ganhou uma estrela que com sua luz brilhará para a eternidade. Obrigada por levar o nome do Amazonas para o mundi, obrigada por ser esse ser humano incrível em todos os sentidos, você já está fazendo muita falta na nossa família, daqui vamos continuar te amando sempre. Hoje a batida do tambor se calou”, diz a nota assinada pela Família Correa.