Uma criança de 7 anos do sexo feminino morreu na manhã desta quinta-feira (27), no Serviço de Pronto Atendimento (SPA) do Galileia, com suspeita de abuso sexual. O padrasto da menina é investigado como suspeito do crime.

Segundo a polícia civil, a vítima foi levada ainda com vida para SPA por uma tia, que alegou que a menina teria se afogado. No entanto durante os primeiros socorros os médicos perceberam lesões nas partes íntimas da garota e suspeitaram do abuso sexual e acionaram a polícia.