O Emerson Junior Loureiro, de 30 anos, fotografado abraçado com um enfermeiro, infelizmente morreu na manhã desta quinta-feira (28), vítima de complicações do Covid-19 em Manacapuru. Emerson apresentou melhora e havia a expectativa de que ele seria transferido para uma UTI em Manaus, mas ele veio a óbito na manhã de hoje.

Emerson deu entrada no dia 20 no hospital de campanha do município de Caapiranga com sintomas da covid-19. De pronto, ele ficou internado recebendo assistência. O local entretanto não tem leito de terapia intensiva, foi solicitada transferência para Manaus, mas inicialmente não houve retorno porque há fila de espera por leitos no estado.

 

 

 

Portador de síndrome de Down, Emerson protagonizou um dos momentos mais emocionantes desde que a pandemia começou a assolar o amazonas.

Com medo de colocar a máscara para aspirar o gás, ele foi abraçado e confortado pelo enfermeiro Raimundo Nogueira.

“Meu irmão não queria deixar colocar a máscara para receber oxigênio pois se sente incomodado. Eu tinha acabado de sair de perto dele e o enfermeiro me disse: ‘deixa que eu faço, deixa que eu cuido’. Foi quando ele abraçou o meu irmão e, só por meio desse gesto, que ele se sentiu seguro. Foi muito bom”, contou a irmã dele, Eliane Loureiro.

Para ganhar a confiança do rapaz, o enfermeiro, e dar o oxigênio, ele deu um abraço em Emerson. A atitude e a conexão dos dois gerou comoção na internet.

“Como ele não entende, pois é um paciente especial e eu cheguei próximo dele, dei um abraço, e eu consegui ofertar oxigênio. Assim, ele percebeu que aquele oxigênio fazia parte do tratamento sim, pois até melhorou a respiração dele”, disse.