Uma mãe foi à delegacia de Presidente Figueiredo denunciar que suas filhas eram estupradas pelos namorados, após uma engravidar, e a polícia acabou descobrindo que as duas eram abusadas pelo padrasto desde a infância. O suspeito foi preso. Hoje as duas têm 16 e 19 anos.

A prisão foi efetuada nesta segunda-feira (17), na Zona Rural de Presidente Figueiredo (distante 107 quilômetros em linha reta de Manaus). O delegado titular do 37° Distrito Integrado de Polícia (DIP) disse que o caso foi de extrema dificuldade, mas que as provas são seguras. “É um crime difícil de ser descoberto por se tratar de um ambiente familiar, onde as pessoas ficam com medo de denunciar e muitas vezes são ameaçadas”, explicou Valdinei Silva.

As duas afirmam que os atos eram cometidos seguidamente há 8 anos, e muitas vezes os estupros eram praticados na presença das duas vítimas. Enquanto uma irmã era abusada, a outra era obrigada a ver. O suspeito ainda fingia que levaria as meninas para caçar no mato, apenas para se aproveitar das vítimas.