O Conselho Tutelar de Manacapuru, apresentou na delegacia do município uma queixa contra um pai que espancou o filho de 10 anos com uma ripa de madeira. O motivo, a criança teria demorado a voltar para casa após fazer um ‘mandado’ para o genitor. O crime aconteceu na comunidade rural Costa do Marrecão.

“Ele demorou a voltar de um mandado, então, o pai revoltado agrediu a criança com uma ripa, a ripa quebrou e ele continuou as agressões com as mãos, as agressões atingiram as penas e as costas, e a mãe quando identificou as marcas, no primeiro momento, se recusou a procurar os órgãos com receio de acontecer alguma coisa, após conversar conosco, nós a orientamos, então ela veio até aqui, e nós realizamos a denúncia na Delegacia de Manacapuru, e noticiamos o caso ao Ministério Público”. Relatou Marcos Silva, conselheiro tutelar.

De acordo com o conselheiro, a família acredita que o menino seja autista, mas ainda não conseguiram fazer exames para diagnosticá-lo.

“Inclusive essa mãe informou que ele estava passando por atendimento especializado, porém, teve que parar com o tratamento porque a criança precisou passar por uma cirurgia para retirar nódulos na garganta, agora nós iremos fazer esse direcionamento para que esse menino possa ser atendido por profissionais especializados, a gente ressalta que a criança hoje está com a mãe e não quer mais voltar a morar com o pai com medo de que as agressões voltem a acontecer”, ressaltou Marcos.

O caso segue sendo investigado pela Delegacia Especializada de Polícia (DEP) de Manacapuru e também pelo Ministério Público para que esse homem sejam responsabilizado pelos maus-tratos.