Home Boletim de Ocorrência ‘Pai, pai, me ajuda!’, gritava Myrella ao ser arrastada para estupro por padrasto

‘Pai, pai, me ajuda!’, gritava Myrella ao ser arrastada para estupro por padrasto

2 min ler
0
0
1,223

Após o velório comovente de Myrella Eloisa Costa, que foi assassinada na quarta-feira (17), pelo padrasto Antônio Sirlande, de 28 anos, o juiz de Direito Jean Carlos Pimentel dos Santos converte​​u, no início da noite de quinta-feira (18), a prisão dele, que havia sido em flagrante, em prisão preventiva.

A decisão ocorreu após a Justiça analisar o inquérito policial e ter conhecimento sobre os momentos de terror que a criança passou antes de morrer.

De acordo com testemunhas que prestaram depoimento na Delegacia de Polícia de Eirunepé, por volta das 10h30 da manhã de quarta-feira (17), a menina teria sido arrastada pelos cabelos por Antônio e que teria gritado: “Pai, pai, me ajuda!”. An teria ultrapassado a mureta de um terreno e desferido golpes de faca na menina, que foi encontrada sem vida. Uma viatura da polícia que passava pelo local no momento foi acionada por populares.

Ao encontrar o corpo da adolescente, ainda conforme informações da autoridade policial, o hospital da cidade foi acionado e os médicos detectaram que, além das 20 estocadas, a menina também foi abusada sexualmente, segundo consta nos autos. Antônio Sirlande foi encontrado caído na calçada da residência dele com ferimentos a faca pelo corpo. Ele foi levado primeiro ao hospital da cidade para ser medicado dos ferimentos e depois recolhido à Cadeia Pública do Município.

Carregue mais por Márcia Monteiro
Carregue mais em Boletim de Ocorrência

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Música do beiradão amazonense perde Saxofonista Chico Caju

O saxofonista Chico Caju, de 78 anos, foi enterrado no fim da tarde de sábado (22), em um …