O pastor Admilton Alves da Silva, que tinha 47 anos, morreu nesta terça-feira (16) ao ser atingido durante troca de tiros na rua Bom Jardim, bairro Compensa, zona Oeste. O estudante Marcelo Eduardo Feitosa da Oliveira, que tinha 22 anos, e Júlio Antônio Menezes de Andrade, 30 anos também foram atingidos.

A esposa do pastor, que pediu anonimato, disse que Admilton estava voltando da casa da mãe dele. No momento que ele iria entrar no beco onde eles moram, foi atingido. Admilto era auxiliar da Igreja Assembleia de Deus Tradicional, que fica na mesma rua do ocorrido.

“Ele desceu o beco quando aconteceu tudo isso, mas ele não tinha envolvimento com nada, a vizinhança toda conhece ele, nós congregamos bem na descida do beco. Assim que aconteceu isso minha prima me ligou, e disse, teu esposo foi baleado, eu saí correndo”, explicou a mulher.

De acordo com a 8° Companhia Interativa Comunitária (Cicom) um veículo modelo Versa chegou no local e efetuou os tiros contra Marcelo e Júlio Antônio, e como Admilto estava no local, foi atingido.

Os três homens foram socorridos e levados ao Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Joventina Dias, mas Admilto e Marcelo não resistiram. Júlio Antônio foi transferido para um hospital da capital. Ele foi atingido por um tiro na coxa direita e no antebraço direito.

O Instituto Médico Legal (IML) removeu os corpos dos homens. O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).