O pastor Elido dos Santos Martins, 43, foi preso na manhã desta sexta-feira (3), em cumprimento a mandado de prisão preventiva por estupro de vulnerável. O homem que atuava como pastor em uma igreja evangélica, situada no bairro Cidade de Deus, zona norte da cidade, estuprou no ano de 2019, uma criança de 9 anos e uma adolescente de 13 anos, ambas filhas de pessoas que frequentavam a igreja que o infrator congregava.

De acordo com a delegada Joyce Coelho, as investigações começaram após a menina de 9 anos contar ao pai em maio desse ano que no ano anterior teria sido abusada pelo pastor. “Ela foi deixada em casa sozinha enquanto a mãe foi ao mercadinho, ele apareceu e por ser o pastor ela o deixou entrar e ele aproveitou para cometer o abuso.

Com as investigações a Depca descobriu que Elido já havia sido preso em 2015 pela especializada pelos mesmo crime. No percurso da investigação, a adolescente procurou a delegacia para denunciar o pastor. “Ela era amiga das filhas do pastor e era convidada para estudos bíblicos e ele se aproveitava desses momentos para cometer os abusos”, conta a delegada.

Após isso, pelo menos 8 vítimas já compareceram para denunciar Elido. Após tomar conhecimento das investigações ele gravou um vídeo e divulgou para a congregação anunciando sua saída pois precisava pagar por erros do passado. “Quando ele soube da denuncia ele mesmo gravou um vídeo e divulgou para igreja que iria se mudar por erros que tinha cometido no passado, vimos isso como uma tentativa de fuga e o predemos”.

No Tribunal de Justiça do Amazonas já conta outro processo do ano de 2017 e em maio de 2020 há uma condenação pelo mesmo crime.