A esperança da vacinação tão aguardada para novos grupos foi renovada neste sábado (12), para a enfermeira Edimilda Correa dos Santos, gestora da Unidade Básica de Saúde (UBS) Josephina de Melo. Após perder o esposo e, mais recentemente, um primo para a Covid-19, agora ela atua para garantir que a população seja imunizada e aprova a mobilização do Governo do Estado na campanha “Vacina Amazonas”.

Com pesar, Edimilda relembra que, mesmo atuando incansavelmente na pandemia, não pôde impedir que o marido fosse acometido pela doença. “Muitos funcionários nossos foram acometidos de Covid, na primeira onda, e muitos de nós tivemos parentes também que foram contaminados. Inclusive eu perdi meu esposo, em 4 de março, ele passou trinta dias internado, desses trinta dias, dezenove dias intubado”, relatou.

Além do marido, a profissional também perdeu um primo, mas encontrou na própria dor um motivo para se dedicar à missão de imunizar a população.