Projetos elaborados pelo Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam) em benefício de pescadores artesanais de Lábrea foram aprovados pelo programa de crédito rural da Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam). Foram contemplados 89 projetos que, somados, contabilizam R$ 1,1 milhão. A ação de assessoramento com vistas à liberação de crédito segue determinação do governador do Amazonas, Wilson Lima, visando o desenvolvimento rural sustentável.

Os pescadores serão beneficiados com recursos que variam de R$ 12 mil a R$ 21 mil. A iniciativa contou com apoio da Gerência de Crédito Rural do Idam Central, Secretaria Executiva de Pesca e Aquicultura (Sepa/Sepror), Prefeitura Municipal por meio da Secretaria Municipal de Produção Rural e Instituto Desenvolver. Os pescadores fazem parte da Associação dos Pescadores de Lábrea (Apel), Associação dos Trabalhadores Agroextrativistas do Médio Purus (Atamp) e Colônia dos pescadores de Lábrea Z-11.

De acordo com o gerente da unidade local do Idam em Lábrea, Carlos Pantoja, o benefício deve auxiliar na logística para a realização da pesca, assim como na compra de botes, motores, redes e equipamentos necessários para realização dos trabalhos.

“Cada pescador tem uma proposta de crédito rural. Nesta proposta pode conter o custeio das viagens ou o investimento para ele fazer a aquisição de botes, malhadeiras, canoas, entre outras ferramentas. Essas duas modalidades podem estar dentro de uma proposta só, ou o pescador pode optar entre uma e outra”, explanou Pantoja.

O pescador Francisco Batista de Oliveira, membro da Associação dos Pescadores de Lábrea, é um dos beneficiados com o crédito rural. “O recurso veio para ajudar na compra de novos equipamentos, principalmente nesse momento difícil de pandemia”, comentou.