A Procuradoria-geral da República recomendou ao governo do Amazonas nesta sexta-feira, (22), que endureça as medidas de restrição no estado. O documento, ao qual a CNN teve acesso, diz que o governador tem até este sábado (23) para informar se irá acatar a recomendação ou apresentar justificativas para a negativa.

Segundo a PGR, é preciso promover “o isolamento sanitário mais severo” no Amazonas, “se necessário, com aumento do período de toque de recolher”, até que haja estabilização ou redução do número de novos casos de Covid-19 a ponto de o sistema de saúde voltar a dar conta dos atendimentos.

O documento fala em uso da estratégia de “total isolamento sanitário”.

“Considerando que, diante da insuficiência de vacinas disponibilizadas até o momento, e da inexistência de medicamentos que impeçam a transmissão da doença, a estratégia de total isolamento sanitário é a que se tem mostrado mais eficaz no retardamento da velocidade de propagação da doença, com mitigação dos impactos sobre o sistema de saúde e o número de óbitos”, diz trecho do documento.

O sistema de saúde do Amazonas está colapsado pela segunda vez desde o começo da pandemia do novo coronavírus.