A cadela Vênus, de seis anos de idade, foi para reserva e se aposentou de seus serviços como cão policial integrante da Companhia Independente de Policiamento com Cães (Cipcães).

De acordo com o comandante do Cipcães, major Eduardo Freitas, a partir do sexto ano de vida dos cães policiais, já se inicia a avaliação do desempenho no serviço diário, uma vez que a rotina deles requer horas de trabalho e treino. Nessa idade, eles começam a apresentar certo cansaço e então, já sabem que é hora de procurar um responsável para adoção consciente.

“A Vênus chegou aqui com três meses de idade, e ela passou por um treinamento em torno de um ano para o faro de narcóticos e faro de armamento. No decorrer desses anos, ela participou de diversas operações e conseguiu localizar uma quantidade em torno de sete toneladas de substância entorpecente dos mais diversos tipos”, relatou.

Agora, ela vai descansar. Depois de analisar as pessoas que tinham interesse em adotar, encontramos uma que preencheu os requisitos e, então, ela foi doada de forma voluntária para uma moça que já tem aptidão para cuidar de animais”, afirmou o major Eduardo Freitas.