A polícia fez buscas em uma área de mata do bairro Bariri, onde supostamente Tiago Tavares Monteiro teria sido enterrado pelo Tribunal do Crime. O jovem está desaparecido há oito dias.

Uma equipe do CipCães foi até o local após receber denúncias de que o cadáver de Tiago teria sido enterrado ali. A polícia aproveitou para ouvir moradores que disseram ouvir gritos e tiros há alguns dias. “Não me mate, não fui eu”, em seguida ouviram tiros.

A família do rapaz acredita que os moradores ouviram a execução de Tiago, que segundo eles era usuário de entorpecentes. Os parentes acreditam que ele foi executado, mas a polícia não descarta também a possibilidade de que o rapaz possa estar vivo.