O faturamento do Polo Industrial de Manaus (PIM) totalizou R$ 68,51 bilhões no período de janeiro a agosto deste ano, o que representa um aumento de 3,17% em relação ao mesmo período de 2019 (R$ 66,41 bilhoes). Em dólar, o faturamento do PIM no mesmo período somou US$ 13.52 bilhões – menor 21,12% na comparação com o mesmo intervalo do ano passado (US$ 17.14 bilhões). Os dados fazem parte dos Indicadores de Desempenho do Polo Industrial, divulgados pela Suframa.

Os subsetores Eletroeletrônico (crescimento de 0,50%), Bens de Informática do Polo Eletroeletrônico (crescimento de 18,29%), Metalúrgico (crescimento de 5,75%), Mecânico (crescimento de 17,26%) e Termoplástico (crescimento de 1,06%) se destacaram entre os principais segmentos do PIM que apresentaram, em moeda nacional, desempenho positivo nos oito primeiros meses de 2020. Os resultados desses subsetores ajudaram o Polo a fechar o balanço de janeiro a agosto em alta, mesmo com outros segmentos representativos, tais como Duas Rodas e Químico, com faturamento decrescente.

Entre os principais produtos fabricados pelo PIM, os itens que mais se destacaram foram condicionadores de ar tanto do tipo split system (2.647.469 unidades e crescimento de 4,32%) quanto do tipo janela ou de parede (265.433 unidades e crescimento de 21,27%), bem como microcomputadores portáteis (342.619 unidades e crescimento de 20,64%), tablets (491.900 unidades e crescimento de 85,76%) e aparelhos de barbear (1.148.907 unidades e crescimento de 12,53%). O produto com maior crescimento no período foi o disco digital a laser gravado (blu-ray), com 5.412.658 unidades produzidas e crescimento de 134,55%.

Mão de obra

No tocante à mão de obra, o Polo Industrial de Manaus empregou, em agosto, 91.902 trabalhadores, entre efetivos, temporários e terceirizados, o que representa um aumento de 4,56% na comparação com o mês imediatamente anterior, julho, quando estavam empregados 87.894 trabalhadores. Com os resultados apurados até agosto, a média mensal de empregos do PIM em 2020 ficou estipulada em 90.481 trabalhadores.

De acordo com o superintendente da Suframa, Algacir Polsin, o resultado do PIM no período de janeiro a agosto foi positivo, mas o momento é de intensificar o trabalho e focar ainda mais na atração de novos investimentos e, sobretudo, na manutenção e na geração de postos de trabalho. “Sabemos de todas as dificuldades que este ano de 2020 trouxe para o setor industrial, por isso o resultado é bastante válido. Mas temos que continuar batalhando diariamente na articulação com nossos parceiros para criar sinergia e buscar melhores condições de negócios na região”, disse Polsin.