A capital do Amazonas é, novamente, destaque nacional quando o assunto é educação. A professora Lúcia Cristina Cortez Barros Santos, gestora da escola municipal Waldir Garcia, bairro São Geraldo, zona Centro-Sul, está entre os dez vencedores do prêmio nacional “Educador Nota 10”, sendo a única campeã da categoria “Gestão Escolar” com o projeto inclusivo “Acolher para todos envolver e aprender”, desenvolvido pela unidade de ensino da Prefeitura de Manaus. O resultado foi anunciado na manhã desta segunda-feira (20), durante o programa Encontro com a Fátima Bernardes, da Rede Globo.

Lúcia atua há 15 anos na escola Waldir Garcia, unidade que atende 223 alunos, sendo 50 estrangeiros (de países como Haiti, Venezuela e Cuba), bem como alunos com deficiência. Foi nesse contexto que a gestora percebeu a necessidade de implementar uma ação de inclusão entre os estudantes.

Para Lúcia Cortez, o prêmio reforça a importância de se pensar novas estratégias de ensino, levando em consideração a atual conjuntura social. “Esse prêmio é da escola Waldir Garcia e da educação de Manaus. Ele mostra que precisamos abrir a escola, para que ela seja contemporânea, valorizando o jovem do século 21. O intuito é tornar o ambiente escolar mais humano, com equidade e singularidade, onde o estudante é protagonista de sua aprendizagem”, pontuou a gestora.

Os vencedores receberão um vale-presente no valor de R$ 15 mil cada um. Já as escolas onde os projetos são trabalhados ganham um vale–presente de R$ 1 mil e uma assinatura digital de Nova Escola, de janeiro a dezembro de 2021.