Se a coisa já estava indo de mal a pior, a publicação de uma nota oficial assinada pelo prefeito David Almeida, nas redes sociais revela que o general Pazuello é mentiroso, um fanfarrão ou o prefeito não quer conversar com o ministro da Saúde na campanha de vacinação em Manaus.O certo é que, o bate-cabeça entre o prefeito, o governador – que não se falam, um não conversa, e o outro na fala com o um – deu pra entender a bagunça? – e agora com o ministro da Saúde, que é o general que representa o Governo Federal, as coisas só tendem a piorar. Para a população é claro.

 

 

 

PASSANDO DOS LIMITES

Está na hora do prefeito sentar com o governador ou o governador Wilson Lima sentar com o prefeito, ou os dois sentarem com o ministro e acabar com essa história de um chamar o outro de mentiroso. Se o governo do presidente Bolsonaro mandou seu ministro da Saúde vir mais de 7 vezes à Manaus somente esse ano para resolver o problema, o genocídio, está mais do que na hora do prefeito sair da frente do computador com a Frente dos Prefeitos, o governador parar de seguir os passos conspiratórios do seu vice com o futuro conselheiro do TCE, Josué Neto e o ministro parar de ficar prometendo vacinas que não chegaram para os que tem maus de 50 anos. Basta!Não fica bem para a nossa cidade, o nosso estado e o nosso país e muito menos para a população de Manaus que está sendo abatida como gado em matadouros pela pelo vírus chinês.

 

 

QUEM TÁ MENTINDO?

A Prefeitura de Manaus enviou nota à imprensa para reiterar que a vacinação de pessoas de 50 a 69 anos contra a Covid-19 não começa na próxima semana.De acordo com o órgão, a imunização de novos grupos populacionais está condicionada ao recebimento de vacinas e o município não recebeu do Ministério da Saúde, até o momento, nenhuma remessa de doses destinadas a essa faixa etária.A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) segue vacinando apenas os grupos da primeira etapa, que inclui trabalhadores da saúde e idosos de 70 anos e mais, ainda sem confirmação de data para iniciar o atendimento a outros públicos.

 

 

PROMESSAS…

Na tarde de quinta-feira (11), o ministro da saúde, Eduardo Pazuello, declarou que a vacinação de pessoas acima de 50 anos seria antecipada em Manaus. O comentário foi feito durante sessão no Senado Federal para cobrar esclarecimentos sobre a vacinação e medidas adotadas contra a Covid-19. Na época ele não deu uma data de quando começaria.“Quem vai fazer a vacinação acelerada em Manaus é o Ministério da Saúde com o Ministério da Defesa, já está combinado. Nós vamos vacinar, todos, acima de 50 anos, na primeira pernada, acelerando, sem tirar dos Estados”, disse.No dia seguinte, sexta-feira (12), quando chegou a Manaus, Pazuello se reuniu com o governador Wilson Lima e os dois chegaram a anunciar que o Plano de Aceleração de Vacinação contra Covid-19 na Amazônia, iniciava pelo Amazonas a partir do dia 22 de fevereiro, abrangendo a imunização de pessoas acima dos 50 anos de idade.

 

MAIS PROMESSAS

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, garantiu ao prefeito de Manaus, David Almeida, que é possível incluir professores no próximo grupo prioritário, que começará a ser vacinado contra a Covid-19, a partir de março.

A notícia foi dada durante reunião virtual nesta sexta-feira, 19/2, com os integrantes da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) das capitais, da qual David compõe a Comissão de Vacinação.

O ministro também assegurou que um novo lote de vacinas chegará à capital do Amazonas na próxima terça-feira, 23.