O assessor médico da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Djalma Coelho, declarou nesta terça-feira (12), durante audiência pública virtual promovida pela Comissão de Saúde e Previdência (CSP) da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), que a Prefeitura de Manaus planeja distribuir Ivermectina para a população na Arena Amazônia ou no Sambódromo. De acordo com o médico, ação seria um tratamento profilático (preventivo) da Covid-19.

“Falei com o Jorge Akel, que hoje está como presidente do CRM, para os órgãos de classe, inclusive CRM, Associação Médica Brasileira e Sociedade Brasileira de Infectologia, marcar uma plenária no CRM, com a presença da secretária (da Semsa), porque a gente queria, pra ontem, fazer, no Município, o que teve sucesso em outros municípios, que é a distribuição da Ivermectina como profilaxia”, disse o assessor.

“A gente está pretendendo fazer uma ação na Arena da Amazônia, inclusive já ‘startou’, estamos correndo atrás. O problema é que o fornecedor diz: ‘Só tenho 20 mil comprimidos’. Isso não serve para esse tipo de ação. E aí, se eu tenho só esses 20 mil, eu tenho que dispor dele para aquelas pessoas sintomáticas e que estão dentro da janela de replicação viral”.

Ivermectina é um fármaco usado no tratamento de vários tipos de infestações por parasitas

Diante das notícias veiculadas sobre medicamentos que contêm ivermectina para o tratamento da Covid-19, a Anvisa esclarece: Inicialmente, é preciso deixar claro que não existem estudos conclusivos que comprovem o uso desse medicamento para o tratamento da Covid-19, bem como não existem estudos que refutem esse uso.

Nesse sentido, as indicações aprovadas para a ivermectina são aquelas constantes da bula do medicamento.

Cabe ressaltar que o uso do medicamento para indicações não previstas na bula é de escolha e responsabilidade do médico prescritor.