José Odvaldo Moraes Martins, 48, foi preso em flagrante pelo crime de estelionato, após dar golpe e usufruir indevidamente do auxílio emergencial de uma jovem de 19 anos moradora de Jutaí, distante 751 quilômetros em linha reta da capital.

Segundo coordenação do investigador Diego Araújo,  gestor da 56ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) do município, a vítima, uma jovem de 19 anos, procurou a delegacia, no dia 17 de julho deste ano, para informar que o indivíduo se ofereceu para ajudá-la a retirar o pagamento do auxílio emergencial, mas que só havia repassado a primeira parcela.

“A respeito da segunda parcela do auxílio, a vítima nos relatou que o infrator disse para ela que o pagamento havia sumido do aplicativo ‘Caixa Tem’, e que ele havia perdido todos os dados da jovem, sendo assim, não conseguia acessar o aplicativo”, comentou Araújo.

Ainda conforme a autoridade policial, após a denúncia, a equipe de investigação da 56ª DIP iniciou as diligências, que duraram seis dias. Na manhã da data mencionada, policiais civis ficaram de campana para realizar a prisão do indivíduo, após ele sacar a terceira parcela do auxílio emergencial da vítima no valor de R$ 1.150. “Em posse de José, além da quantia em espécie, também foi encontrada uma agenda que continha todos os dados e senha da jovem junto com extratos de todos os saques referentes ao auxílio”, comentou o gestor.

Araújo ressaltou que esse tipo de golpe está recorrente em todo o estado do Amazonas e que as pessoas lesadas podem procurar a delegacia para denunciar o crime. O dinheiro apreendido foi devolvido para a vítima. José Odvaldo foi autuado pelo crime de estelionato e permanece preso na carceragem da delegacia à disposição da Justiça.

 

Fotos: Divulgação / PC-AM