Breno Christian da Silva Neves, 19, foi preso pela autoria do feminicídio da própria namorada dele, Maria Elisa Viana, que tinha 20 anos. O crime ocorreu no dia 17 de outubro deste ano, por volta das 10h, em no residencial Viver Melhor situado no bairro Lago Azul, zona norte da capital. O jovem tentou cometer suicídio após o crime e estava internado em hospital da capital.

De acordo com a delegada Marília Campello, adjunta da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) e coordenadora do Núcleo de Combate ao Feminicídio, o indivíduo não aceitava o fim do relacionamento e, por isso, atingiu a jovem com pelo menos 10 facadas e, em seguida, tentou contra a própria vida. Na ocasião ele foi levado a uma unidade hospitalar, onde permaneceu internado até esta segunda-feira (26/10), quando recebeu alta.

Segundo Campello, Breno foi levado à Especializada, onde confessou a autoria do delito e responderá pelo crime de feminicídio. Após os procedimentos cabíveis na DEHS, ele será encaminhado para audiência de custódia na Central de Recebimento e Triagem (CRT) e permanecerá à disposição da Justiça.