Nos próximos seis meses, a oferta de consultas e exames especializados na rede estadual de saúde deverá crescer 65%. Essa é a meta inicial do programa Saúde Amazonas, lançado na última segunda-feira (31), pelo governador Wilson Lima e cujo principal objetivo é reduzir as filas da saúde e o tempo de espera por procedimentos na rede pública.

O aumento da oferta ocorrerá por meio de três ações específicas da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM): reabertura do hospital Delphina Aziz, aumento da oferta das policlínicas e o overbooking na marcação de consultas e exames. A meta é ampliar de 262 mil para 404,7 mil a oferta mensal de procedimentos especializados. As consultas terão aumento de 42%, saindo de 24 mil para 56,9 mil ofertas ao mês. Já a oferta de exames crescerá 68%, saindo de 237,9 mil para 347,8 mil/mês.

A abertura, nos próximos dias, do Hospital Delphina Aziz para dar retaguarda à rede de saúde vai possibilitar, de imediato, a oferta de mais 12,5 mil consultas e 92 mil exames. A unidade, que desde março está exclusiva para Covid-19, será o grande hospital de retaguarda da rede, funcionando com toda a sua capacidade instalada.