O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, estendeu o prazo de vigência de quatro decretos em prevenção à pandemia da Covid-19, causada pelo novo coronavírus, até 31 de dezembro.

As publicações garantem a proibição de corte de serviços públicos de abastecimento de água e esgotamento sanitário; a continuidade da suspensão de cobrança do estacionamento rotativo pago, o Zona Azul; o regime de teletrabalho a servidores municipais e a suspensão temporária de licenças e autorizações para eventos.

Prorrogações dos decretos vêm acontecendo desde março deste ano para preservar a saúde dos manauaras.