R$ 5 mil por tirar a vida de uma pessoa no trânsito. Foi esse o valor pago pelo acidente que matou Silas Campos Caldas, de 46 anos, que morreu no Hospital 28 de Agosto após ser atingido por um carro na Constantino Nery. Silas estava trabalhando em sua moto e deixa quatro filhos órfãos. A mãe morreu há três anos, vítima de um latrocínio no Bairro da Paz. Essa família levou dois tiros fatais em Manaus. Primeiro foi vítima da falta de segurança pública. Depois foi vítima da insegurança no trânsito. Por R$ 5 mil, a morte foi “aliviada” para  o autor. Já que para a família da vítima, a dor e ausência do pai e da mãe são impagáveis. Como sempre, o Brasil estimula o que está errado e desfavorece o que está certo.

 

ESTUPRADOR DE MANACAPURU

As imagens de um homem de 34 anos levando uma menina de 13 para o mato, onde a vítima foi estuprada, causam tanto nojo quanto os cometários de que a culpa é da menina. Uma coisa é questionar o que ela fazia na rua; outra é querer justificar que isso foi o motivo pelo qual foi estuprada. Seja qual for a hora do estupro, ou o local, a culpa é do estuprador. E a mulher violentada será sempre a vítima. É a mesma coisa que querer justificar estupros por conta do tamanho da roupa. Parem com essa idiotice.

 

BUSCAS POR ASSASSINO

A família de Jacira Souza de Lima, de 32 anos está no meio do matagal ajudando a polícia a procurar por Agostinho Filho Saraiva, mardo autor das 30 facadas que tiraram a vida dela no Careiro Castanho. Desde que cometeu o crime já são três dias de buscas. A vítima deixou quatro filhos, fruto da relação de 17 anos com o assassino, que resolveu tirar a vida dela após várias agressões.

 

R$ 10 MILHÕES PARA GASTAR

Esse é o valor que a Justiça Eleitoral determinou como teto de gastos para os candidatos a prefeito de Manaus. Quem for para o segundo turno poderá gastar R$ 4.090.982,36. Para ser eleito vereador, o gasto máximo é de R$ 628.500,47. Depois, quando a eleição termina, ficam as contas. São mais de 2,5 milhões de eleitores no Amazonas, que terão a responsabilidade e a oportunidade de provar que apenderam a lição. Será?

 

COVID X PROFESSORES

619 casos de professores com a Covid em dez dias de testes não é pouca coisa. Isso prova que há mutos assintomáticos, mas não explica porque o número de mortos caiu tanto. Professores reclamam da falta de estrutura nas escolas de Manaus, sem EPIs, sem máscaras, sem álcool gel. E sem fiscalização. A Assembleia Legislativa tem uma comissão de Educação. Mas ao que consta não estão mais indo às escolas.

NINGUÉM MERECE

O mais novo golpe em Manaus é se passar por fiscal da Visa.

Desfiles de 5 e 7 de Setembro estão cancelados por causa da pandemia.

Já tem gente nas redes sociais afirmando que não vai tomar a vacina da Covid.

Bolsonaro disse que toma quem quiser. E é verdade.

Quem tiver peito de aço que se garanta.