Apesar de ser um torneio disputado em praticamente todos os cantos do mundo, sempre com a mesma fórmula, a Supercopa, mata-mata que reúne o campeão do campeonato nacional contra o campeão da copa nacional, só teve três edições disputadas no Brasil. E o Flamengo poderá chegar, contra o Palmeiras, em 2021, à sua segunda conquista consecutiva da competição, o que faria do Rubro-Negro o time com maior número de títulos.

Curiosamente, apenas a primeira edição da Supercopa, disputada em 1990, não teve a participação do Flamengo: foi disputada entre o Vasco da Gama, campeão brasileiro de 1989, e o Grêmio, vencedor da Copa do Brasil do mesmo ano, que acabou ficando com o título em uma final de ida e volta. Em 1990, a equipe da Gávea foi campeã da Copa do Brasil, disputando a Supercopa de 1991 contra o Corinthians, campeão brasileiro, já no formato moderno, em jogo único. A equipe paulista ficou com o troféu.

Entre os anos de 1992 e 2019, a competição não foi organizada pela CBF, apesar de ser considerada “tradicional” no mundo do futebol, principalmente o europeu. Em 2020, a Supercopa do Brasil voltou a fazer parte do calendário, e o Flamengo, campeão brasileiro de 2019, não teve dificuldades para despachar o campeão da Copa do Brasil, Athletico, por 3 a 0, em partida disputada no Mané Garrincha, em Brasília.

Agora, no dia 11 de abril, o Flamengo vai para sua terceira participação seguida no torneio, enfrentando pela segunda vez um adversário paulista. O Palmeiras, campeão da Copa do Brasil 2020 e também da Libertadores, busca repetir o feito do Corinthians e levantar seu primeiro troféu do certame. O Rubro-Negro, por sua vez, tentará levar o caneco para a Gávea pela segunda vez consecutiva, deixando Timão e Grêmio para trás no número de títulos.