O segundo envolvido no assalto que feriu o tenente da policial militar Renan Oliveira, lotado na equipe das Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam), Kenderson Maquiné Almeida, que tinha 23 anos, morreu na madrugada desta sexta-feira (31), no HPS Platão Araújo,

De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil, conforme o Boletim de Ocorrência (BO), registrado na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), no dia 30/07/2020, às 19h30min, policiais militares, por volta das 19:30h, receberam uma chamada informando a respeito de um possível roubo em um estabelecimento comercial situado no bairro Cidade de Deus.

Chegando ao local, os PMs encontraram a vítima, o PM, baleada na região do abdômen após ter reagido ao assalto e trocado tiros com o suspeito que também foi baleado e encontrado caído no chão. Ele foi identificado como Alexsandre Padilha da Silva, que tinha 25 anos.

Ainda conforme os policiais militares, na ocasião do delito, os PMs receberam uma denúncia anônima, por meio do telefone, informando o paradeiro de um outro infrator envolvido na ocorrência, que seria o Kenderson e que estaria se escondendo em uma residência situada no bairro Tancredo Neves.

 

Desta forma, a equipe policial se deslocou até o local delatado, e ao chegar lá, os PMs foram recebidos com tiros efetuados por Kenderson. Diante disso, os policiais militares revidaram e atingiram o indivíduo, que foi conduzido a uma unidade hospitalar, mas acabou vindo à óbito.