A Delegacia Especializada em Crimes contra a Mulher (DECCM) da Polícia Civil do Amazonas(PC-AM) está realizando atendimentos às vítimas de violência doméstica durante a campanha ‘Sinal Vermelho’. Criada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), a iniciativa tem o intuito de ajudar mulheres em situação de violência doméstica a solicitarem apoio nas farmácias do país.

Conforme a delegada Ivone Azevedo, titular da DECCM zona sul, esse tipo de crime ainda é uma realidade e cada vez mais mulheres são vítimas de violência anda mais, nesse momento de pandemia, quando, na maioria das vezes, elas não conseguem acesso a um aparelho celular, além de não conseguirem se deslocar até uma unidade policial para formalizar a denúncia.

“Sendo assim, na campanha ‘Sinal Vermelho’, as vítimas que conseguirem ir a uma farmácia poderão pedir ajuda com um ‘X’ desenhado na cor vermelho na palma da mão, que pode ser feito com batom, caneta ou outro material acessível a ela. O atendente da farmácia cadastrada, no projeto, estará treinado e irá fazer o acolhimento da vítima e de acordo com o protocolo estabelecido, deve comunicar o caso à delegacia”, detalha Ivone.

No Amazonas, 73 estabelecimentos estão cadastrados na campanha, dentre eles: Drogarias Santo Remédio (com 46 unidades na capital), Drogarias Pague Menos (com 19 unidades em Manaus, uma em Manacapuru, uma em Itacoatiara e uma em Parintins), Drogarias Riachão (quatro na capital) e Drogaria Pharmamed (uma em Manaus).