O soldado do Exército Brasileiro Jhonatan Corrêa Pantoja, de apenas 18 anos, morreu com um tiro de fuzil no peito nesta madrugada, dentro do  7º Batalhão de Polícia do Exército (BPE). Militares relataram ter ouvido o disparo e encontraram a vítima caída, ainda com vida. Jhonatan foi levado para o 28 de agosto, mas não resistiu.

O Batalhão fica na avenida São Jorge, bairro de mesmo nome, Zona Oeste de Manaus. A tragédia aconteceu por volta das 3 horas da manhã, quando o soldado fazia a guarda do local. O Exército emitiu nota oficial nesta segunda, afirmando que vai investigar o caso, que neste momento é definido como “morte a esclarecer”.

“Será instaurado um Inquérito Policial Militar (IPM) para identificar as causas e as condicionantes deste lamentável episódio. O 7º Batalhão de Polícia do Exército está prestando todo o apoio necessário aos familiares. O Comando Militar da Amazônia lamenta o fato ocorrido e se solidariza com a família neste momento de luto”.