O superintendente da Suframa, Algacir Polsin, participou, na última terça-feira (20) de videoconferência com 15 membros da Associação PanAmazônia, incluindo o diretor da entidade, Belisário Arce, com o objetivo de dialogar sobre a Zona Franca de Manaus, quais são as principais demandas relacionadas ao modelo, bem como quais ações já estão sendo realizadas pela equipe da Autarquia.

A Associação PanAmazônia é uma entidade sem fins lucrativos, com sede em Manaus, com a missão de promover o ideal da cooperação e integração das sociedades que formam a Amazônia Continental (constituída pelos estados de Rondônia, Roraima, Acre, Amazonas, Pará, Amapá, Tocantins, Maranhão e Mato Grosso e pela Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana, Peru, Suriname e Venezuela).

Entre os temas destacados durante a reunião estiveram a necessidade de fortalecer e diversificar o Polo Industrial de Manaus (PIM), com a possibilidade de criação de startups industriais e indústrias de pequeno porte, com capital local; revisão dos Processos Produtivos Básicos (PPBs) para adequá-los ao momento atual da economia e garantir mais competitividade ao Polo; infraestrutura logística, passando por portos, aeroportos e rodovias; sincronização dos canais de desembaraço de mercadorias da Suframa e Receita Federal; fortalecimento das atividades agroindustriais; discussão sobre a Reforma Tributária, entre outros.

Todas as sugestões e as demandas foram acolhidas pelo superintendente Polsin e pela equipe técnica da Suframa para dar andamento nas ações que cabem à Suframa para o desenvolvimento em prol da região. “Nossa proposta é de trabalhar em sinergia com todos os atores sociais e estamos de portas abertas para receber as sugestões e as parcerias necessárias para o fortalecimento da Amazônia Ocidental e Amapá”, afirmou.