O primeiro passo para a reconstrução do terminal de integração da Constantino Nery (T1), no Centro, foi dado nesta sexta-feira, 14/8, com a realocação dos comerciantes que trabalham no local. A obra integra o pacote de modernização do transporte coletivo da capital, lançado pelo prefeito Arthur Virgílio Neto após intervenção no sistema. Na próxima segunda, 17, a Prefeitura começa a instalação de tapumes e do canteiro de obras para na quarta, 19, fechar o espaço para início dos serviços.

O terminal de integração 1, na Constantino Nery, tem mais de 30 anos de uso e será totalmente demolido para dar lugar a uma nova Estação de Transferência, com todo o conforto que os usuários merecem e tornando aquela área ainda mais urbana. Manaus mudou, está mais moderna, e não poderia deixar a gestão sem realizar essa obra, assim como tantas outras que estamos executando para promover o equilíbrio do transporte coletivo”, destacou o prefeito Arthur Neto.

Para deixarem o T1, cada comerciante recebeu uma concessão financeira por meio do Fundo Municipal de Fomento à Micro e Pequena Empresa (Fumipeq).

“Essa saída dos permissionários é fundamental para que possa ser feita a reconstrução do terminal. Fizemos várias reuniões com os permissionários e estamos cumprindo a última etapa, que é a remoção das barracas para os locais estabelecidos pelos próprios trabalhadores”, destacou o coordenador institucional da Semacc, José Assis.

O trabalho de remoção contou com o apoio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp) e da Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi).

Integração temporal e itinerários

Com a saída dos permissionários, começa a ser instalado o canteiro de obras e já na próxima segunda-feira, 17, se inicia a instalação dos tapumes. Na quarta-feira, 19, o terminal da Constantino Nery (T1) será fechado para andamento dos serviços de demolição. Segundo a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), a obra de construção da nova Estação de Transferência será executada pela Nasser Engenharia Ltda., vencedora do processo licitatório.

Durante a obra, usuários que faziam a integração dentro do terminal serão orientados a fazer a integração temporal no período de duas horas em outros pontos de parada, com o uso do Cartão Cidadão, sem pagar outra passagem. O sistema de cartão eletrônico para o transporte coletivo já é utilizado por mais de 60% dos usuários de Manaus para o pagamento da tarifa.