Resguardados em casa e por debaixo dos panos, como costumam agir os conspiradores, e sem a credibilidade de uma trajetória coerente e conivente com o interesse da coletividade, os deputados preparam mais uma rasteira em seus representados, depois que o plano de impedir o governador e seu vice de continuar no comando do governo do estado foi rejeitado na ALE. Dessa vez são os habitantes da capital, que terão direitos solapados sem terem pelo menos a oportunidade de ser ouvidos e pasmem, querem empurrar de goela a baixo o velho Amazonino.

 

CABEÇA DE DAVID 

Sem alarde e com a desculpa de “salvar a cidade” – leia-se defender os interesses de quem está por trás dos próprios – a cangalha parlamentar parte para cima do segundo colocado nas pesquisas para impedi-lo de disputar o pleito. Criaram mais um fantasma que ameaça de morte a candidatura de um ex-colega de parlamento a fim de beneficiar exclusivamente o primeiro colocado. No caso o Negão. Com sessa manobra, vão revitalizar as candidaturas do petista José Ricardo e do bolsonarista Coronel Menezes.

 

DE BANDEJA  

Tudo indica que eles querem mais uma vez os holofotes na propaganda política como costumam passar para dizer que eles sim são os “salvadores da pátria” e lhes pedir os votos para manter trazer de volta o Negão ao poder. Não há sequer um deputado que saiba quantas pessoas rejeitam Amazonino Mendes de volta. Aliás, o despreparo dessa categoria é crônico. Salvas honrosas exceções, o que se vê é improvisação e achismos de quem vai mesmo “reorganizar a cidade” e não tem a menor idéia de sua localização, procedência e interesse.

 

PIROTECINIA  

A começar pelo ex-Xtudo, o impagável Amazonino Mendes, que só atua na improvisação e no imediatismo dos seus interesses eleitoreiros. Já desistiu de tomar o poder de Wilson Lima e Carlos Almeida, sem nenhum projeto em favor da cidade, muito menos da economia. Aposta na inexperiência dos adversários e nas adversidades da saúde, habitação, transportes com efeitos da pirotecnia midiática feita pelo seu marqueteiro já que não podem ser levadas a sério suas manjadas promessas.

 

COM QUEM SERÁ? 

Afinado com seus amigos pessoais, além de uma referência política desde sua entrada na política, o prefeito Artur Virgílio Neto, tenta imprimir na sua sucessão, não a postura de Artur na prefeitura e no Congresso, mas seu brilhantismo e obsessão pela ética e coerência na defesa dos cidadãos. “O Artur não bate nas pessoas, mas na incoerência no exercício do poder…”, ao retornar a Manaus se revoltou com a fisiologia e oportunismo dos pré-candidatos que não cultivam a credibilidade e o respeito da população nessa onda de desconfiança que tomou conta da opinião pública em relação à classe política.

 

NINGUÉM MERECE!!!! 

 

  • Fontes seguras dão testemunho da indignação do ex-prefeito, ex-ministro, ex-senador e ex-taifeiro Alfredo Nascimento com as declarações dadas por Amazonino.
  • O Buchada trabalha em silêncio, conta com o apoio dos senadores Amazonino Mendes e Omar Aziz e se diz como um preparado para governar, de novo, a cidade de Manaus.
  • Teria dito depois que viu nas redes sociais o vídeo do Negão, num momento de destempero: “… Tem sim, claro! Fui eleito prefeito de Manaus graças ao meu trabalho”.
  • Enquanto isso, David Almeida, o outro atingido pelas declarações que o descredenciam a prefeitura, balançou os ombros em sinal de muxoxo e foi fazer sua corrida matinal na orla da Ponta Negra.
  • Disposto a chutar o pau da barraca e da incapacidade gerencial da velha política, o coronel Menezes, que se apresenta como pré-candidato a prefeito para se fazer conhecido com suas propostas nos quatros cantos de Manaus.
  • Conhece e sabe direito o que significa dizer: “que lugar de criança levada no bico é com a cegonha e que, a administração do município não é creche, nem lugar a ser confundido com parque de diversão para enganar menino”.