O transporte intermunicipal está liberado no estado, conforme ajustes em decreto, divulgado nesta sexta-feira (5), pelo governador Wilson Lima, quando flexibiliza restrições de combate à pandemia.
Dessa maneira, fica permitido o transporte intermunicipal de passageiros, condicionado a autorização da Arsepam (Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados e Contratados do Amazonas).
Assim como com a autorização do município de destino, com a ocupação máxima de 50% de passageiros.
O novo decreto terá validade de 15 dias, a partir da próxima segunda-feira, 8 de março.
Dada a importância do uso de transporte entre as cidades, e com a própria capital. Além disso, é grande a dificuldade de locomoção das pessoas entre os municípios, sem contar que as passagens aérea não cabem no bolso do amazonense.
No entanto, o interior do Amazonas ainda está na fase roxa da pandemia, ou seja, a de muito alta para transmissão do vírus. Por isso, essa flexibilização exige a observação dos protocolos estabelecidos de combate ao coronavírus (covid-19).