O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi indicado, nesta quarta-feira (9), para receber o Prêmio Nobel da Paz. A confirmação foi dada pelo membro do Parlamento da Noruega, Christian Tybring-Gjedde, que citou o acordo entre Israel e os Emirados Árabes Unidos como principal feito do presidente que luta pela reeleição. “Acredito que ele fez mais para criar paz entre as nações que os outros nomeados para o Prêmio da Paz”, disse o parlamentar.

Tybring-Gjedde disse que o acordo assinado entre os árabes  “pode ser um fator de mudança que vai transformar o Oriente Médio em uma região de cooperação e prosperidade”.

Além disso, o norueguês disse que Trump teve um papel vital na mudança de dinâmica entre países rivais, como a Índia e o Paquistão por conta da Caxemira, nos diálogos e negociações entre a Coreia do Sul e do Norte e na tentativa de desnuclearização da Coreia do Norte.