O ouvidor-geral da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Amom Mandel (Podemos) anunciou nessa segunda-feira (14) que enviará requerimento ao governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), e ao prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), sugerindo que seja realizado mutirão de vacinação contra a Covid-19, nos mesmos moldes executados no último final de semana, para imunizar pessoas a partir dos 30 anos de idade.

“A proposta é usar o quantitativo de novas vacinas, que serão disponibilizadas pelo Ministério da Saúde, e agilizar a aplicação dos imunizantes”, explicou Amom.

Segundo dados oficiais da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) até o último domingo (13) Manaus aplicou 910.377 doses de imunizantes, sendo que 141.460 doses foram aplicadas durante 32 horas de funcionamento de postos abertos no último final de semana. Ainda segundo a Semsa, 606.337 pessoas receberam a primeira dose das vacinas desde o início da imunização, e 303.740 receberam a segunda dosagem.

Para Amom, apenas com união de esforços, como ficou provado nos dois últimos dias, será possível conseguir imunizar o maior número de pessoas e retomar gradativamente as atividades econômicas sem restrições.

A ampliação dos horários para aplicação de vacinas é uma pauta defendida por Amom desde o início do ano. “Ao invés de dar prioridade à vacinação, em Manaus, não usamos todas as unidades de saúde da cidade e, ainda por cima, a vacinação é em horário reduzido, das 9h às 16h e só de segunda a sábado”, escreveu Amom em sua conta no Twitter no dia 6 de fevereiro.

Segundo o parlamentar, Manaus só se verá livre da pandemia quando um grande esquema de vacinação for adotado como rotina pelas autoridades em saúde. “Só com a vacinação em massa vamos conseguir evitar uma terceira onda”, finalizou Amom.

Foto: Divulgação