A live “Toada, farinha & boi-bumbá” com artista do Boi Caprichoso viralizou na  internet após, neste domingo (5), um banhista que pilotava um jet ski dar um banho em toda a equipe que participação do evento que estava sendo transmitido pelo Youtube e Facebook, diretamente da casa do artista Edwan Oliveira, às margens do lago Macunari.

O banhista em questão foi identificado e é do subcomandante do Batalhão da Polícia Militar de Parintins, o capitão Ricardo Viana. Nas imagens feitas por drones mostra o PM se aproximando em uma moto aquática, a fazer uma manobra uma grande quantidade de água foi jogada nos artistas, que tiveram instrumentos danificados pela água.

 

Em defesa, o militar pontuou que costuma usar o lago como área de lazer para fazer manobras e disse não saber que estava ocorrendo uma live naquele momento. Os torcedores do boi da estrela ficaram revoltados com o ocorrido e criticaram duramente o policial nas redes sociais.

 

Equipamentos danificados

Entre os artistas que estavam na live está o músico Ronaldo Yoshii, que reclamou a perda de um violão, da marca Godin que custaria a partir de R$ 7 mil.

 

Em nota, o presidente do Boi Caprichoso, Jender Lobato, informou que serão tomadas todas as medidas necessárias para que o fato ocorrido seja imediatamente reparado e os prejuízos causados sejam devidamente pagos. “Amanhã já teremos uma reunião com os nossos artistas e músicos que participaram hoje do evento, para apurarmos todos os fatos e avaliarmos os prejuízos sofridos”, completa a nota. Houve muita revolta de torcedores, nas redes sociais. Havia a suspeita de se tratasse de um torcedor do Garantido, rival do Caprichoso, mas o capital Ricardo Viana é torcedor do azul e branco.